Notícia Territórios Criativos

Produtor musical ocupa festival de filmes com documentário sobre as origens da música Dub

O gênero musical jamaicano criado na década de 60 que está enraizado nas periferias devido à atuação dos coletivos de Sound System é tema do documentário "Dub Magnificente",  dirigido por Mario Cezar Rabello, morador do Jardim São Luís, zona sul de São Paulo.
Mario Cezar Rabello (diretor), Laylah Arruda (cantora), Wellington Amorim (fotógrafo) durante as gravações do documentário.

Nesta quinta-feira (10), o documentário "Dub Magnificente" produzido pelo editor de vídeo e produtor musical Mario Cezar Rabello, em parceria com o coletivo Maloka Filmes, estreia na programação do In-Edit Brasil. O festival de cinema internacional In-Edit é realizado anualmente em São Paulo e promove a visibilidade de filmes documentais sobre o cenário da música e que conta com mais de 60 produções nacionais e internacionais.

O documentário Dub Magnificente resgata as origens do gênero musical criado por engenheiros musicais na Jamaica. Nas periferias, o ritmo está fortemente ligado a cultura dos eventos Sound System, organizados por coletivos e equipes de som da quebrada.

Confira o trailer do filme:

O morador do Jardim São Luís, zona sul de São Paulo, tem uma longa trajetória na produção musical e audiovisual, sendo "Dub Magnificente" seu primeiro trabalho que reúne as suas duas paixões. Dentro da música, o produtor tem aproximação com a cena jamaicana, que assim como o Brasil, tem seus principais ritmos criados pelas periferias.

"Falando especificamente de São Paulo, tivemos uma explosão na quantidade dos chamados Sound System nos últimos 10 anos. E praticamente todo dia em algum lugar da cidade tinha alguma festa de música jamaicana. E o público também aumentou muito. E muito desse público sai das periferias. Não é a toa que muitas das festas acontecem nas periferias, ao ar livre, nas praças, no campinho de futebol, no terreno baldio etc."

Mario Cezar Rabello

Para o produtor, a música jamaicana sempre teve uma conexão com o povo. "A Jamaica era (ainda é) um país de grande maioria pobre. A música em si não faz distinção de classe, a Música enquanto entidade, mas as pessoas se conectam porque sentem algo ali que se conecta com elas. E acho que essa conexão aconteceu nas bordas da cidade".

Ocupando espaços 

O In-Edit é um festival internacional de documentário musical criado na Espanha em 2003 e presente em diversos países. Em 2020, o festival completa sua 12ª edição e tem sua programação totalmente online.

"Sou um baita consumidor de música e produzo também, então pra mim já era fato fazer um documentário pra estar no In-Edit. Tanto é que tô guardando ele desde janeiro só pra estrear no festival", conta Mario, ressaltando a importância deste tipo de evento para a difusão da produção audiovisual independente.

Para assistir a programação no festival é necessário se inscrever. Além disso, o filme ficará disponível entre as 12h do dia 10 de setembro até às 23h59 do dia 20 deste mês. Além disso, após o festival, o produtor pretende liberar o documentário em seu canal no YouTube.

Para assistir o doc no Festival In-Edit, acesse este link.

Veja também:

 

Comentários: 1

Gastão em Sábado, 12 Setembro 2020 09:29

Oia só q da hora!!!!

Oia só q da hora!!!!
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 29 Setembro 2020

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.desenrolaenaomenrola.com.br/