"Laura da Silva, 19 anos, moradora do Jd. Embura entre os distritos de Parelheiros e Marsilac. Articuladora cultural local, integra o Fórum de Cultura de Parelheiros; artivista atuante na Cia Teatro de Rocokóz e Coletiva Subversiva; Comunicadora, cofundadora do coletivo ARQUE Perifa - com narrativas autorais a partir do extremo sul, para cura pelas bordas. Atualmente cursa Geografia pela Unifesp e contribui em outros coletivos periféricos."
Opinião Cura pelas Bordas

Dos “bairros dormitórios” emanam sonhos pulsando por transformação

Num país desigual como o Brasil, as periferias são resultado dos sonhos de milhões de migrantes em busca de uma vida melhor. Quem nunca ouviu esse relato de um parente próximo?  

Notícias

  • Opinião